terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

Sabedoria de P.P.

Fiz um rascunho deste post porque ele é, espero eu, do balacobaco.
Estávamos e e minha ex turma do colégio na casa de uma amiga "papeando", daí conversa vai, conversa vem e dona Fernanda resolve se vangloriar "É, tem um cara que não sai do meu pé. Deve estar muito afim de mim.", e eis que P.P. me chega com esta "Ele deve estar pensando que não é possível que você não queira ficar com ele!". Como? no sentido de eu ser meia-boca ou de ele ser lindo?
Então eu fiquei imaginando que não conhecia a mente masculina tão bem quanto pensava, mas afinal, ela não se parece com a nossa de certa forma? Por exemplo, quando vamos investir em um cara meia-boca (por assim dizer), somos insistentes e chegamos até a ser chatas muitas vezes, mas se o cara for muito bonito, isto nos intimida. Eu mesma não acho que tenha taco pra puxar conversa com o Rodrigo Santoro. "Iaí, Rodrigo, filmando muito? Seu inglês melhorou, viu, rapaz..." acho que não...
A questão é a seguinte: qual a linha que separa paixão de insistência?

9 comentários:

Wolfpack disse...

Eu acho que são a mesma coisa, só varia a intenção. Até que ela possa ser determinada, fica em aberto a conclusão, pra mim.

Mandy "La Poderosa" Casadei disse...

...É por essas e outras que eu continuo não provocando. :|

Lyssa disse...

Nunca tinha pensado nisso! rs! Mas é vdd!
Feee adiciona o meu blog ai nos favoritos?

bjoo*

Mila disse...

Acho que eu não provoco por isso.
Caras realmente bonitos acabam intimidando.
E os caras meia-boca... Bem, esses eu não faço mais tanta questão.
Tô numas de "antes só, do que mal acompanhada".

Bjs

Patricia disse...

Tô numas de "antes só, do que mal acompanhada". [2]

Eu não tenho facilidade NENHUMA pra perceber qual é a diferença. Acho que pode ser a racionalidade envolvida na coisa. Sei lá, acho que quando é só insistência, pura e simples, você tem mais noção do que tá fazendo... =D

mel disse...

A questão é a seguinte: qual a linha que separa paixão de insistência?

Eu acho que a linha que separa é a coragem. Por que por mais que estejamos apaixonadas por algum cara, às vezes, nós pensamos: "aaaai, ele é um Deus, será que eu posso? ".
É tipo, "ele é muita areia pro meu caminhãozinho" e aí vai...
No final, acho que ficamos intimidados pela beleza e a atração que a paixonite tem sobre nós...

:*

Nanda disse...

genteeeeeeem, quem mexe no blog é a gabi. eu não entendo absolutamente nada de blogger. :/

jussara_tech disse...

Eu acredito que é díficil separar o amor, a paixão e afins de coisas como insistência e dor de perda(quando o relacionamento existiu e ja foi pra merda). Fica tudo por conta do nosso ego, do sistema límbico e eles são do mau e nos enganam frequentemente. Mas não provoco mesmo então fico indiferente seja o que for.

Bibi's disse...

Geeeentem, atualizações, precisamos de atualizações... ^^

Fala Ygor

Em breve